Cruz Vermelha Brasileira – Minas Gerais

Um novo começo: Carangola e Espera Feliz, na Zona da Mata mineira, recuperam-se das chuvas de fevereiro

Em uma das casas, uma mulher grávida, de sete meses, que conseguiu sair, com sorte, na hora da última tempestade. Em outra, uma família que lutou para salvar os móveis, roupas, eletrodomésticos e foi derrotada pela força arrasadora das enxurradas. A cada esquina de alguns dos bairros das cidades de Carangola e Espera Feliz, na Zona da Mata mineira, a equipe da Cruz Vermelha Brasileira – Filial Minas Gerais encontrou algum relato, alguma história de provação, tristeza, sorte ou perda diante dos fortes temporais que caíram nas últimas semanas.



A CVB-MG esteve em visita humanitária nas duas cidades no começo desta semana. Um caminhão da instituição levou, para as comunidades afetadas, 200 cestas básicas, 200 kits com produtos de limpeza e higiene pessoal, além de 100 cobertores, 100 peças de roupa de cama e 4.000 máscaras, para combater também o contágio da Covid-19. Segundo a Defesa Civil de Minas Gerais, mais de 3.500 pessoas ficaram desalojadas nessas cidades e muitas outras foram atingidas de alguma forma pelas tempestades, encontrando-se em situação de vulnerabilidade.

Segundo o conselheiro estadual da CVB-MG, Walter Freitas de Moraes, o auxílio foi possível a partir de parceria com o Ministério Público de Minas Gerais: “Voluntários, grupos de escoteiros, Rotary e outras organizações também participaram conosco dessas ações. Já havíamos trabalhado em uma missão semelhante em Espera Feliz e Carangola no período chuvoso no ano passado”, destaca.

O coordenador da ação SOS Chuvas, pela Cruz Vermelha, Vinícius Alves, também cita a mobilização da população de BH, que contribuiu com doações para a campanha e possibilitou a ação de ajuda a esses municípios. “Tivemos o trabalho importante dos nossos voluntários e de todas as pessoas que doaram, para que pudéssemos cumprir a nossa missão”, afirma.


Estas são mais algumas das cidades atendidas pela Cruz Vermelha desde o início do período chuvoso, depois de Belo Horizonte, Santa Luzia e Santa Maria de Itabira, que receberam doações da campanha SOS Chuvas. Para outros municípios que estiverem em situação semelhante, a Cruz Vermelha criou o Centro de Contato da campanha, que pode ser acionado pelo telefone (31)3239.4227.

PALAVRAS-CHAVE

COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on telegram
Share on whatsapp
Share on email